Em 2018, o número de exportações nacionais cresceu 9,6%, chegando a US$ 293,523 bilhões. O mesmo ocorreu com a compra de produtos no exterior, que aumentou em 19,7% e atingiu a cifra de US$ 181,225 bilhões. Mas quais são os produtos mais importados pelo Brasil?

É sobre este tema que o post de hoje trata. Mesmo com uma balança comercial favorável, o país ainda compra muitas mercadorias lá fora. Veja as principais abaixo!

Produtos manufaturados

Aparelhos transmissores ou receptores e componentes

Apesar de ter um mercado tecnologicamente avançado, o Brasil ainda não produz todas as peças que compõem as suas mercadorias eletrônicas.

Bens de capital

Máquinas e equipamentos de produção apresentaram um volume de US$ 28,6 bilhões. Essa cifra representa um aumento percentual de 76,5% quando comparamos com 2017.

Bens intermediários

Com um fluxo de US$ 104,9 bilhões, essa categoria é uma das principais do mercado. Quando comparamos com o valor de 2017, o valor apresenta um aumento de 11,6% no volume de importações.

Bens de consumo

As receitas relacionadas a bens de consumo atingiram US$ 25,5 bilhões em 2018. O valor foi 9,1% maior do que o atingido em 2017.

Óleos combustíveis

Apesar de ter uma das maiores empresas de energia do mundo, o Brasil não é completamente autossuficiente. Portanto, ainda é necessário importar alguns óleos derivados do petróleo

A entrada desses produtos movimentou uma cifra de US$ 25,475 bilhões. O valor é mais de 24,9% maior do que o do mesmo período em 2017.

Como podemos ver, as nossas importações são compostas, principalmente, por combustíveis, insumos e bens de capital. Eles compõem 85% das mercadorias que entraram no nosso país no último ano.

Saiba mais sobre a balança comercial brasileira

O país é uma das maiores economias do mundo. O fluxo comercial da nossa nação é comparável com o dos principais países do planeta. Não a toa, a nossa balança comercial atingiu um superávit de US$ 58,298 bilhões em 2018.

O valor é 12,9% menor do que a cifra registrada em 2017, quando o país teve um saldo positivo de US$ 69,989 bilhões. Uma média diária 13,3% menor, se consideramos a mesma base de comparação.

Mesmo assim, a performance das exportações foi a segunda mais forte da nossa série histórica. Iniciada em 1989, as vendas para o exterior foram as maiores dos últimos cinco anos e as importações estão com o maior volume de produtos desde 2014.

Esses valores apontam um crescimento positivo da nossa economia e da capacidade do país realizar negócios. O mundo está comprando mais do Brasil e, como consequência, empresas retomaram investimentos e conseguiram crescer mais.

A compra e venda de produtos no exterior tem um papel-chave para a nossa economia. A possibilidade de manter um fluxo de mercadorias entrando e saindo do mercado nacional renova a nossa economia, auxilia empresas a terem uma infraestrutura moderna e traz mais receitas para os negócios nacionais.

Portanto, acompanhar a lista de produtos mais importados pelo Brasil pode ser visto como uma forma de identificar as movimentações da economia. Os setores mais aquecidos, assim como os que estão realizando novos investimentos geralmente ganham destaque nessa área, permitindo que a sua empresa se planeje com mais qualidade e evite riscos.

Gostou deste post? Então compartilhe ele com os seus contatos nas suas redes sociais!